Projecto Aliança - Paintball Portugal
 
InícioInício  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  
Equipas P.A.E.N. 2013


Compartilhe | 
 

 A história do jogo

Ir em baixo 
AutorMensagem
RangerSimoes



Mensagens : 6
Bolas : 13
Reputação : -1
Data de inscrição : 28/07/2011

MensagemAssunto: A história do jogo   Sab Abr 21, 2012 12:57 am

operação mar verde

A 22 de Novembro de 1970, forças armadas portuguesas e elementos da frente nacional de libertação da guiné levam a cabo a mais arrojada e espetacular missão armada em todo o teatro de operações da guerra colonial. O local, a capital da Républica da Guiné, Conakry.
O tema desta operação, ao contrário da maioria dos temas das operações que realizamos anteriormente, tem origem numa operação real.
Não pretendemos ridicularizar a operação efetuada na realidade, pelo contrário, o nosso objetivo é outro.
Pretendemos, por um lado, recordar um evento da história recente do nosso pais permitindo aqueles com menor conhecimento dessa mesma história tomar conhecimento dos feitos daqueles que, independentemente das opiniões politicas que se possa ter, lutaram ao serviço do nosso pais. Por outro lado, pretendemos, com esta missão, sair um pouco do estereótipo das missões tipo nas quais temos estado presentes, para tal, escolhemos um tema com base histórica real sendo as diferentes etapas do jogo baseadas nos objetivos dessa operação.
Não estamos interessados nas questões ideológicas e politicas que envolveram o teatro de operações da guerra colonial. Estamos interessados em enaltecer o espirito daqueles que estiveram envolvidos nesta e em tantas outras operações na guerra colonial.
Lançamos assim, desta maneira, a OPERAÇÃO MAR VERDE .

Conforme acima se descreve, a operação desenrola-se em plena capital da Republica da Guiné, Conacry. Os comandos que levaram a cabo a missão real tinham diferentes objetivos para cumprir. Desses objetivos extraímos a história desta missão. Não iremos executar todos os objetivos da missão, isso tornaria o jogo impossível e fastidioso de executar, mas adotamos os que consideramos principais ao entendimento da missão real e suas dificuldades ou que introduzem uma dinâmica de jogo favorável ao confronto direto entre as duas fações.
Os objetivos a executar nesta operação são os seguintes:
1. Destruir a marinha do PAIGC e da Guiné Conacry estacionadas nas docas;
2. Destruir a central elétrica que abastece a cidade;
3. Assassinar o presidente da Rep. da Guiné Sekou Touré de forma a permitir a instauração de um regime pró-português no governo do pais;
4. Libertar os prisioneiros de guerra detidos no complexo prisional do PAIGC;
5. Silenciar a rádio PAIGC;
6. Destruição dos MIG's da FA da Guiné estacionados no aeroporto da capital;
Estes são só alguns dos objectivos que os 400 comandos portugueses tinham para executar naquela noite/madrugada de 22 de Novembro.
O jogo será organizado da seguinte forma:
A. O efetivo total presente a esta operação será dividido em duas fações, de um lado os comandos portugueses e do outro as tropas da Rep. da Guiné e elementos do PAIGC. O numero de elementos de cada fação não será o mesmo sendo a fação das tropas da Rep. da Guiné em maior numero;
B. Serão distribuídos elementos das tropas da Rep. da Guiné e do PAIGC pelos objetivos acima mencionados constituindo estes a guarnição desses objetivos. a distribuição obedecerá ao seguinte:

OBJETIVO 1 3 EFETIVOS
OBJETIVO 2 3 EFETIVOS
OBJETIVO 3 5 EFETIVOS (guarda pessoal de S. T.)
OBJETIVO 4 5 EFETIVOS (guarnição da prisão)
OBJETIVO 5 2 EFETIVOS
OBJETIVO 6 2 EFETIVOS

C. Os restantes elementos das tropas da Rep. da Guiné e do PAIGC serão acantonadas na base assinalada no mapa e somente entrarão em jogo passados 10 minutos do inicio do mesmo. Os elementos que formam a guarnição dos objetivos que sejam atingidos até esse período de tempo, terão de aguardar nessa base entrando somente com o grosso das tropas;
D. Os elementos pertencentes à fação das tropas da Rep. da Guiné/PAIGC quando atingidos podem dirigir-se a dois "Hospitais", um permanente, localizado na base e outro conquistável localizado no mapa da operação;
E. Os elementos pertencentes aos comandos portugueses, quando atingidos, podem dirigir-se de igual forma ao seu "Hospital", permanente, localizado na base, e no caso de o conseguirem conquistar, utilizar o "Hospital" conquistável;
F. Serão distribuídos mapas de jogo ás equipas para consulta durante a operação. Um mapa ás forças da Rep. da Guiné/PAIGC e três mapas aos comandos;



OBJETIVO 1 100 PONTOS
OBJETIVO 2 100 PONTOS
OBJETIVO 3 200 PONTOS
OBJETIVO 4 400 PONTOS
OBJETIVO 5 100 PONTOS
OBJETIVO 6 100 PONTOS
G. Os objetivos serão pontuados da seguinte forma:









O numero de elementos atingidos não entra para a contabilidade final do jogo. Assim, a equipa das forças da Rep. da Guiné parte para jogo com 1000 pontos enquanto os comandos partem para jogo com 0 pontos.
H. A conquista dos objetivos é simbolizada pelo hastear da bandeira respetiva no mastro presente nesse objetivo, excepto no caso do objetivo 3 e 4. Nestes objetivos a morte do presidente será simbolizada pela captura do boneco símbolo e seu transporte para a base dos comandos, de igual modo a libertação dos prisioneiros será consumada somente se o símbolo dos mesmos for entregue na base dos comandos. Com a exceção dos objetivos 3 e 4, todos os outros objetivos podem ser conquistáveis as vezes que forem possíveis, ou seja, os objetivos podem mudar de mãos durante o jogo contando apenas para a contabilidade final a bandeira hasteada no final do jogo devidamente confirmada pelos elementos da arbitragem.
O objetivo 3 é móvel, ou seja, o presidente pode fugir à investida dos comandos, mas somente pode mover-se após 5 minutos de jogo. No entanto, esteja onde estiver nunca pode estar dentro da zona definida para a base das suas forças assinalada no mapa e no terreno;
I. Os tempos de entrada no jogo das forças principais da Rep. da Guiné/PAIGC e do inicio da fuga do presidente serão assinalados por um sinal sonoro emitido pela coordenação do jogo;
J. Não será permitida a adulteração de marcadores posterior à execução do crony oficial. Serão efetuados controles aleatórios aos jogadores pela equipe de arbitragem. A deteção de elementos com valores adulterados nos marcadores acima do permitido implica a expulsão imediata do evento;




Organização do evento:

8:00 - 10:00 - Recepção das equipas, preparação de marcadores e Crony.
10:00 - Briefing de jogo.
10:30 - 12:00 - Jogo
12:00 - Final do evento
Local de jogo - Laundos Póvoa de Varzim
Coordenadas - 41º25'42.13'' N / 8º43' 27.22'' O
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A história do jogo
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Uma história do outro mundo!!!
» O que me dizem de uma caçada Virtual???
» Jogo
» Situações caricatas
» Jogos de Caça PC

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Projecto Aliança :: Jogos :: Etapas da aliança-
Ir para:  
Patrocinadores P.A.E.N.

Conectar-se
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Últimos assuntos
» Mapas/Infos da 6ª ETAPA *** => INSCRIÇÕES <= ***
Sab Jun 15, 2013 8:23 am por SPiK

» Mapa para print
Qui Jun 06, 2013 9:29 pm por SPiK

» 6ª ETAPA PAEN - BLINDADOS - 16/6/2013
Ter Jun 04, 2013 9:48 pm por SPiK

» 5ª Etapa PAEN - Empire Goblins - 26/05/2013
Ter Maio 07, 2013 10:21 pm por Admin

» NPA ausente do Paintball
Qui Maio 02, 2013 1:15 am por LUIS SILVA

» Rescaldo 3.ª PAEN 2013
Seg Abr 22, 2013 11:00 am por SPiK

» Vendo Material Paintball
Qua Abr 17, 2013 9:49 pm por Bruno Brito

» 4ª Etapa PAEN - 1º Comando Cidade Berço - Big Game
Qui Abr 04, 2013 11:43 pm por Ricardo 1º Comando

» 3.ª Etapa PAEN - Tropa D'Elite RDM
Qui Mar 14, 2013 11:33 pm por coronel

Top dos mais postadores
zefmartins
 
hugo_super_npl
 
FEIO
 
Jimmy-NPL
 
Ricardo 1º Comando
 
NPA
 
SPiK
 
rui
 
Marco Manson
 
LUIS SILVA
 
Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 12 em Seg Jun 24, 2013 9:15 am